Etiqueta: Brasil

O Brasil atual sem meias-palavras

Por André Márcio Neves Soares* Peço licença ao leitor para escrever sem determinadas amarras de linguagem que, muitas vezes, beiram a licença poética para descrever as agruras passadas pela maioria da nossa população brasileira que está sem norte.

Leia mais »

Nordestino, o povo que virou suco: ensaio sobre o nordeste e o preconceito regional como expressão do ódio de classe no brasil

Por Paulo Wescley Maia Pinheiro* “Enquanto o racismo estrutural impõe a desigualdade sobre os negros no Nordeste, o (des)colorismo vai reproduzindo o falseamento de que não haveria esse fenômeno em muitas partes da região. Na realidade, muitos dos negros nordestinos estão marginalizados nos espaços, invisibilizados na ideia tortuosa da miscigenação brasileira, no mito da democracia

Leia mais »

Sobre o Levante Vermelho de 1935: Notas sobre “Intentona Comunista”.

Por Paulo Marçaioli São conhecidas as críticas que os historiadores suscitam quanto à denominação do movimento como “intentona”. A palavra tem inequívoco sentido pejorativo, e foi uma forma com que a repressão oficial buscou estigmatizar o levante, dentro da costumeira perspectiva anticomunista. O caráter pejorativo do termo certamente não passou desapercebido pelo historiador marxista Nelson

Leia mais »

“SURVIVAL PENDING REVOLUTION”: Crise Brasileira e a Questão da Organização

Por Felix Maximiliano da Silva. A organização ideal para os tempos que virão funcionaria meio como uma sanfona: abre e fecha, distende e comprime conforme a conjuntura. Tal organização tem militantes versáteis e disciplinados(as) o bastante para operarem sob fogo em qualquer uma das duas formações organizativas, passando de uma para a outra com tranquilidade

Leia mais »

Nelson Werneck Sodré e a gênese sócio-histórica da Revolução Brasileira

Por Vinícius Okada M. M. D’Amico* “Diante disso, é uma absurdidade sem tamanho reduzir um intelectual como Nelson Werneck Sodré, com mais de 50 livros e 3 mil artigos publicados, pesquisador incansável da realidade econômica, política, social e cultural brasileira, a uma mera querela anacrônica sobre o “feudalismo” na América Latina.

Leia mais »

Guerra Híbrida: Sintoma do Realismo Capitalista

Por Antonio Augusto Galvão de França A tipificação da guerra contemporânea é usualmente feita conforme marcos temporais, estabelecidos a partir das técnicas e táticas preponderantes em determinados períodos, variando da primeira à quarta geração. De acordo com esses parâmetros, as guerras de primeira geração foram aquelas em que se empregavam armas pessoais e de artilharia

Leia mais »

O inimigo sempre foi Outro

Por Thales Fonseca A motivação de fundo deste ensaio surgiu com o anúncio de publicação do novo livro de Paulo Arantes, que versará sobre uma dita “ideologia francesa”. Logo da notícia, meu primeiro ímpeto foi de procurar os rastros da ansiada obra, antes mesmo de sua publicação. Encontrei algum[1]. Em todo caso, longe de mim

Leia mais »